Autogestão: A Nova Ferramenta dos Colaboradores

O significado de autogestão

Sendo a autogestão uma ferramenta que pode ser aplicada em diversos contextos, o seu significado relaciona-se com a questão de realizar uma gestão de tempo e atividades durante o dia de trabalho de maneira autônoma. 

A autogestão tornou-se mais evidente e requisitada pelas empresas, durante o período do home office, visto que neste modelo o desempenho dos colaboradores passou a ser mensurado com base nas entregas em vez de somente na carga horária cumprida.

Dessa forma, a autogestão é uma estratégia de recurso para trazer uma maior flexibilidade nas atividades cotidianas, levando em consideração a responsabilidade dos próprios colaboradores em seus projetos e a distribuição de decisões que são tomadas dentro de uma atividade.

Porém…

A autogestão não significa que há total liberdade no ambiente corporativo. A mesma promove autonomia, porém todas as decisões estão diretamente ligadas à cultura organizacional da empresa, juntamente com o papel dos líderes em pensar nos projetos da empresa a longo prazo e dessa forma, possibilitando aos colaboradores gerenciar suas próprias atividades rotineiras.

Consequentemente, há a melhoria no relacionamento entre as equipes, uma vez que existe o entendimento da relevância das atividades gerenciadas. Além disso, melhora a comunicação entre os departamentos, reduzindo os ruídos, interferências e até mesmo interdependência dos projetos, facilitando a agilidade do fluxo de tarefas.

Como colocar a autogestão em prática?

Por ser diferente da gestão tradicional, para implantar a autogestão em uma empresa, é preciso que o processo seja feito gradativamente, com todos os líderes, gestores, operacionais envolvidos nas novas adaptações e hábitos do autogerenciamento. Para isso, existem alguns tipos de modelos de autogestão nas empresas:

  • Times Autônomos Paralelos

Este modelo é representado por projetos regulares que se repetem frequentemente, focando em equipes reduzidas. Sendo assim, as equipes têm total ciência das atividades que precisam desempenhar com agilidade e praticidade. Um exemplo desses times é a equipe de marketing e comunicação de uma empresa, onde todos contribuem para as campanhas principais, porém cada um têm suas atribuições individuais.

  • Redes de Acordos Individuais

Neste modelo não se exige formação de grupos. O mesmo é feito através de contratos ou acordos que anexam e documentam as responsabilidades de cada colaborador e quais são as suas metas, projetos e objetivos estabelecidos.

  • Círculos Aninhados

Essa estrutura de modelo é mais flexível, em vista ao foco do escopo do trabalho e não dos cargos ocupados. Esses círculos permitem que os profissionais consigam ter uma maior mobilidade dentro da empresa, criando um intercâmbio de experiências, realidades e conhecimentos e conduzindo a autogestão dessas mesmas funções.

Benefícios da autogestão

Por ser um termo e uma ferramenta atual nas empresas, existem algumas dúvidas sobre a sua real efetividade. Segue alguns dos benefícios sobre a autogestão que possam desmistificá-la:

  • Alinhamento com o futuro do trabalho
  • Melhora no relacionamento interpessoal
  • Aumento na Produtividade
  • Estimula a criatividade
  • Agilidade para adaptação

Conclusão

Se deseja implementar a autogestão na sua empresa conte com a Vivaintra, visite o site e conheça as soluções, recursos e como ela pode te ajudar!

Vivaintra, Intranet e Rede Social Corporativa

You May Also Like
Leia mais

A Importância de ter uma Gestão de Tarefas

Índice do Post Hide 1° Benefício: informações centralizadas2° Benefício: comunicação refinada3° Benefício: controle e gestãoConclusão A gestão de…
Leia mais

5 Dicas de como Engajar sua Equipe

Índice do Post Hide Como engajar a sua equipeEstabeleça metasEnsine a cultura da empresa Reconheça os seus colaboradoresDiversifique a…
Leia mais

Como Aumentar a Produtividade do Time

Índice do Post Hide Planeje suas tarefasLista de prioridadesFaça pausas durante o trabalhoComece pela tarefas mais difíceisEstabeleça metas…