Arquivo da categoria: Comunicação Interna

Comunicação Interna é a comunicação dentro de uma organização, geralmente quando se fala sobre o assunto é sobre comunicação empresarial.

A Vivaintra tem uma vários artigos sobre comunicação interna para te ensinar sobre o tema e tirar suas principais dúvidas.

Comunicação interna: Rede Social Corporativa!

Em primeiro lugar, não é mistério para ninguém que a tecnologia tem se desenvolvido de maneira muito rápida nos últimos anos!

Com isso, somos obrigados a realizar atualizações constantes acerca de novas práticas e maneiras de desenvolver um trabalho mais assertivo e produtivo. Um exemplo, é Rede Social Corporativa.

Bom, mas, porque a comunicação interna influência em um desenvolvimento saudável de seu negócio? A resposta é simples! Ela assegura com que seus colaboradores sejam guiados para um mesmo foco e objetivo. Com a evolução tecnológica, as empresas adotaram diversas ferramentas com a intenção de facilitar a comunicação, engajamento e produtividade de seus colaboradores!

Ademais, é assertivo dizer que a pandemia da COVID-19, alavancou a necessidade e adoção de ferramentas de comunicação corporativa. Visto que, as empresas precisaram aprimorar seus processos internos e formas de trabalho. E de que maneira aproximar seus colaboradores de sua empresa, se não pelo mundo digital?

Comunicação Interna digital, qual sua importância?

Antes de tudo, não há como dizer que é possível construir um negócio excelente, sem uma boa comunicação interna, vez que, é essa quem direciona o dia a dia nas organizações. Processos, demandas, melhorias… Todas as atividades dependem da efetividade da comunicação interna.

Sim, é muito claro que a comunicação interna é de grande valor para sua empresa. Mas, por que razão ela precisa ser realizada de maneira estratégica, assertiva e digital? Pois, bem! Como explicado acima, a tecnologia evoluiu, situações externas nos obrigaram a adotar um novo tipo de trabalho!

Sendo assim, a comunicação interna precisou seguir a evolução, se digitalizando e, acima de tudo, levando a informação para todos, a qualquer momento e local. Sendo assim, a comunicação corporativa acompanha as mudanças do mundo e leva as empresas para patamares inimagináveis.

Desde já, é valido dizer que inúmeros são os benefícios da comunicação interna digital. Centralização de informações e dados, engajamento entre colaboradores, bem como a comunicação horizontal e vertical! Você consegue perceber a razão disto?

Bom, a C.I. não apenas acompanhou o mundo como é hoje, mas também se adequou ao mesmo! Ela se preocupou em fazer com que os integrantes de uma empresa se sintam como se estivessem trabalhando em conjunto, juntos para um mesmo propósito. Muito legal, não é?

Quais os 5 mandamentos da Comunicação Interna digital?

Para você entender um pouco melhor, selecionamos quais são os 5 mandamentos da Comunicação Interna digital e para o que servem!

1. Engajar seus colaboradores;

A princípio, não é segredo que colaboradores que conversam entre si, desenvolvem um bom relacionamento interpessoal e também profissional dentro da empresa. Em outras palavras, tenha colaboradores engajados, que compreendem a cultura organizacional da organização e se identificam com os objetivos da mesma!

2. Dar voz aos colaboradores;

É certo que seus colaboradores possuem contato direto com todos os processos realizados na empresa, sendo assim, acabam conseguindo identificar obstáculos no dia a dia, logo, é de grande valia que a empresa demonstre para seus funcionários que eles podem dar sugestões sobre como melhorar determinado problema.

Mostre para seus colaboradores que a opinião deles tem grande importância, que eles também são ouvidos pela empresa!

3. Fortalecer a cultura organizacional;

O departamento de recursos humanos, guardião de uma cultura organizacional saudável e rica, preza por ações que auxiliam o seu fortalecimento. Isso, demonstra para os colaboradores suas diretrizes, o posicionamento da empresa e a forma de como devem se portar.

Aqui vão algumas dicas de como fortalecer a cultura organizacional de sua empresa por meio de uma excelente comunicação corporativa:

  • Tenha um canal oficial para a comunicação interna de sua empresa;
  • Utilize as ferramentas de maneira estratégica;
  • Promova oportunidades para seus colaboradores se desenvolverem profissionalmente.

4. Promover ações de integração;

Podendo ser definidos como confraternizações ou atividades de lazer empresarial, seu objetivo é promover a união e interação entre os colaboradores da empresa, ou seja, aumentar o engajamento entre eles!

Mas, como é possível promover ações de integração através de uma plataforma de comunicação interna? Bom, não é nada complicado!

Aqui vão algumas opções de ações de integração:

  • Realize enquetes buscando saber o que seus colaboradores gostam ou desejam;
  • Divulgue notícias e comunicados satisfatórios para os integrantes de sua empresa;
  • Faça campanhas de endomarketing, buscando a felicidade de seus colaboradores;
  • Divulgue em sua plataforma e realize eventos empresariais.

À primeira vista, você pode pensar, “Tá! Mas em que isso vai ajudar minha empresa?”, e a resposta é bem simples! Seus diversos departamentos, criarão laços com os demais, a taxa de turnover sofrerá redução, a cultura da empresa se tornará mais forte e o clima organizacional será renovado!

5. Eliminar ruídos comunicacionais.

Você não quer que interferências na comunicação de seus colaboradores prejudiquem o entendimento de determinadas informações e criem obstáculos na empresa, não é mesmo?

Mas, como evitar esses ruídos? Em resumo, utilize a tecnologia a seu favor! Uma rede social corporativa pode ser a grande solução. Além disso, com a comunicação de seus colaboradores centralizada em apenas um local, discussões sobre os processos da empresa ou determinados problemas se tornarão mais fáceis e eficazes!

Então, acho que você pode perceber o quão importante é a comunicação interna digital, não é mesmo!?

Rede Social Corporativa, o que de fato é isso?

Uma rede social corporativa é uma ferramenta que serve de conector entre todos os colaboradores de uma empresa. De maneira estrutural, ela é semelhante a uma rede social convencional, porém, é apenas utilizada pela empresa.

Seguindo está ideia, dentro desta rede, cada colaborador poderá compartilhar informações, fotos e afins em sua própria timeline! Por último, mas não menos importante, seus colaboradores irão criar vínculos com os demais, logo, se tornarão mais engajados e unidos!

Características de uma rede social corporativa

Agora que você entende o que é uma rede social corporativa, vou te mostrar algumas de suas características!

1. Centralização de informações:

Em primeiro lugar, de tchau para os ruídos comunicacionais existentes em sua empresa! Sendo uma de suas características mais importantes, uma rede centralizadora de dados e informações é de grande valor para as empresas.

Nesse sentido, com informações centralizadas, a gestão da cultura organizacional de sua empresa, engajamento e afins, se tornam mais fáceis de se administrar, vez que, os canais de comunicação com os colaboradores são condensados em apenas um local!

2. Comunicação humanizada

Manter uma comunicação interna de modo digital, totalmente formal pode ser um pouco assustador para seus colaboradores, não é mesmo?

Bom, a rede social corporativa veio para tornar a comunicação das empresas mais leve e humanizada. Em outras palavras, ela de fato busca garantir a experiência de uma rede social convencional para os colaboradores.

3. Times alinhados

Portanto, prepara-se para ter um time alinhado, engajado e unido! É isso mesmo! Uma das maiores vantagens de possuir uma rede social corporativa, é a liberdade que está garante para seus colaboradores. Compartilhar ideias, conquistas e tirar dúvidas, são apenas algumas das coisas que seus colaboradores poderão fazer.

Certo, mas qual a vantagem disso? A resposta é curta e simples, o mais importante! Pertencimento. É isso o que seus colaboradores irão sentir. Eles terão o sentimento de acolhimento pela empresa!

4. A distância não é mais um impeditivo

Seja na mesma cidade, mesmo estado, ou até em outro país, mantenha seus colaboradores engajados de onde quer que estejam. A comunicação interna digital garante esse benefício, já que seu time estará alinhado para um mesmo propósito, podendo interagir de qualquer local.

Seu smartphone também irá te auxiliar no trabalho!

É exatamente isso que você acabou de ler! Sabemos que hoje, o mundo gira em torno dos queridos smartphones! Estudos realizadas pela consultoria inglesa Tecmar, afirmam que as pessoas conferem o celular cerca de 221 vezes por dia. Logo, nada mais lógico do que garantir que seus colaboradores possam acessar a rede social corporativa através deles.

Além disso, através do acesso à rede social corporativa pelo smartphone, aqueles que trabalham em ambiente externo ou não tem acesso a um computador, como: caminhoneiros, consultores comerciais e afins, sempre ficam engajados e unidos. Super legal não é mesmo!?

Aprimore sua empresa com uma rede social corporativa!

Agora você já sabe a importância em possuir uma rede social corporativa como ferramenta de comunicação interna para sua empresa, e também todos os benefícios que ela pode acarretar para a sua empresa.

Chegou o momento de levar a comunicação interna de sua empresa para outro nível!

Como a Vivaintra pode te ajudar?

A Vivaintra é uma plataforma completa de comunicação corporativa que aproxima colaboradores e empresa!

Através de nossa intranet e rede social corporativa, promovemos o melhor da comunicação interna para sua empresa com a versão desktop e também mobile.

Com acessibilidade para Android e IOS, torne seus colaboradores mais engajados, produtivos e aproxime-os de sua empresa de onde quer que estejam!

São mais de 30 soluções como:

  • Chat;
  • Linha do tempo;
  • Notícias;
  • Comunicados Internos;
  • Workflow e muito mais!

Faça como mais de mil clientes e não perca tempo!

Experimente grátis a sua nova intranet e rede social corporativa.

Plano de Comunicação Interna: Tudo o que Você Precisa Saber

Toda comunicação tem um propósito. Sempre que enviamos um e-mail, uma mensagem num chat, postamos uma foto em uma mídia social ou enviamos parabéns a um colega de trabalho, fazemos isso com um objetivo, mesmo que sem perceber. As razões podem ser desde comunicar alguma informação com a empresa no intuito de demonstrar resultados, engajar num grupo, demonstrar seu estado de espírito, até comemorar um aniversário.

Assim como toda comunicação tem um propósito, tudo é comunicar. Como assim? Tudo que falamos, mostramos, expressamos, passa uma mensagem, até mesmo o ato de ficar em silêncio!

Considerando isso, é uma excelente ideia controlar a comunicação, principalmente na empresa, onde falhas na comunicação podem provocar prejuízos, Logo, sabemos que comunicar bem, pode gerar resultados positivos.

Neste artigo vamos mostrar como montar um plano de comunicação interna, completo e com nível profissional.

O que é o Plano de Comunicação Interna?

Plano de Comunicação Interna é um documento onde ficam definidos os objetivos estratégicos da comunicação dentro da organização. O Plano mostra como a comunicação deve acontecer, quais são as pessoas responsáveis pelas atividades, as ferramentas necessárias e os recursos disponíveis.

Ele também serve como guia para a comunicação empresarial, detalhando todos os elementos necessários para que, em cada mensagem, a identidade da marca seja bem colocada, o público-alvo fica claro e ajuda a evitar erros, visto que serve como uma base para a Comunicação Interna.

Não existe um tamanho ideal para o Planejamento de Comunicação Interna, o ideal é que ele consiga cumprir seu papel, que é ser um documento guia para a Comunicação Interna. Então, ele deve ser tão longo quanto necessário, mas não deve ter nada desnecessário.

Se houver falhas no Plano de Comunicação, significa que o documento que conduz a comunicação está comunicando mal. Isso seria péssimo, tome muito cuidado!

Como fazer um Plano de Comunicação Interna

Análise Diagnóstica

Antes de mais nada, é importante entender o cenário atual da comunicação interna na empresa. Comece seu planejamento pelo levantamento da situação atual e diagnóstico.

Faça o seguinte levantamento:

  • Quem são os responsáveis pela comunicação interna;
  • Qual seu nível de qualificação no assunto;
  • Ferramentas utilizadas;
  • Como acontece a comunicação horizontal;
  • Como acontece a comunicação vertical;
  • Como acontece a comunicação diagonal;
  • Qual tom de voz é usado em cada comunicação.

A partir disso faça uma lista dos pontos fracos e fortes, do que está bom ou ruim, tem que ficar, sair ou melhorar.

Com essas informações em mãos, se obtém uma visão global da comunicação interna.

Alinhamento Estratégico

Aqui são definidos os objetivos estratégicos do Plano. É essencial que a Comunicação Interna seja considerada de forma estratégica na empresa, e como tal precisa estar alinhada aos objetivos estratégicos do negócio.

Diretamente ela não afeta no desempenho de vendas da empresa. Porém, indiretamente, ela ajuda a otimizar a produtividade dos colaboradores, que, por sua vez, geram resultados. Se trata de uma cadeia interligada por vários pontos e a comunicação é um deles, por esta razão precisa estar forte para não se romper.

Cultura organizacional

Como está a cultura organizacional da sua empresa? Se não sabe a resposta, tudo bem.

Vamos relembrar o que é cultura organizacional. Primeiramente, o que é cultura? 

Resumidamente, a cultura está relacionada aos hábitos e comportamentos de uma sociedade ou grupo de pessoas, como comidas típicas, código de vestimenta, vocabulário, etc.

Agora pense a cultura no ambiente de trabalho. Cada empresa faz a sua, intencionalmente ou não. As relações de trabalho entre os líderes e os liderados, a flexibilidade de horários, o nível de formalidade, a relação entre departamentos, etc.

A cultura organizacional afeta seu planejamento, por isso é realmente importante entender ela de forma plena. Afinal, uns dos objetivos estratégicos do Plano de Comunicação Interna pode ser transformar a cultura organizacional!

Brainstorming

Com o levantamento do cenário atual da empresa em mãos, o diagnóstico feito e o alinhamento estratégico completo, sugerimos que reúna sua equipe e faça um brainstorming.

Não sabe o que é brainstorming? É uma técnica que busca potencializar a capacidade criativa das pessoas, onde todas podem contribuir com ideias diversas sobre o tema. Não existe certo ou errado numa reunião de brainstorming, talvez tenha um delimitador do quão longe o pensamento pode ir  para não perder o foco. O objetivo é levantar ideias, trocá-las e validá-las, até chegar num ponto coerente.

No Plano de Comunicação Interna o brainstorming ajudará a abrir a mente e a considerar quais ações tomar para atingir os objetivos definidos anteriormente.

Público-alvo

Busque conhecer o público interno da sua empresa. Aqui vai uma lista de alguns tópicos que definem o público-alvo:

  • Idade
  • Sexo
  • Cargo
  • Escolaridade
  • Especialidades

Considerando que o público-alvo é formado por um grupo amplo de pessoas, é recomendado ter um público geral e também criar divisões. Há comunicados que serão direcionados para todos os colaboradores, porém outros precisam ser pensados de forma a adaptar a mensagem para grupos separados. 

Pense que pessoas em posições diferentes entenderão a mensagem de jeitos distintos. Imagine o seguinte: um relatório sobre o plano de crescimento da empresa para os próximos anos, cheio de dados e ações estratégicas, será interpretado de forma diferente entre os colaboradores do estratégico, tático e operacional.

Cuide para que a mensagem chegue ao receptor do modo que precisa, ou seja, não deixe brechas para interpretações diferentes. Entender o seu público interno te ajudará a criar comunicações direcionadas e adaptadas para cada grupo, se necessário.

Linguagem, Voz e Tons de Comunicação

O jeito de falar também carrega o significado da mensagem, além de fazer parte do branding da marca. Primeiramente, considere que a construção de marca não faz parte apenas da comunicação de vendas, ela também é feita para o público interno, afinal, os colaboradores também criam em suas cabeças uma imagem da marca.

Qual o nível de formalidade da sua empresa? Comece com essa pergunta. Continue pesquisando o jeito com que as pessoas trocam informações dentro da empresa. A partir daí dá para se ter uma ideia do que fazer.

Agora vamos por passos, responda às seguintes perguntas:

  1. Definição da linguagem
  • A sua empresa mantém uma comunicação formal, informal ou mista? Como fará isso?
  • Qual a amplitude do vocabulário?
  • Usa gírias?
  • Dá voltas na fala ou vai direto ao ponto?
  • É explicativa e detalhista?
  1. Voz da marca
  • Se a sua empresa fosse uma pessoas, qual seria sua voz? Grave, aguda, suave?
  • Seria calma e confortável ou agitada e inconstante?
  • Quais adjetivos a definem: despojada, inovadora, moderna, conservadora, dinâmica, otimista, alegre, estável?
  1. Tons de Voz

Um adendo: A voz não é constante, ela varia de acordo com momentos, ambientes e situações.

  • Como serão as comunicações em momentos festivos, do dia a dia e de crise?
  • As mensagens serão escritas do mesmo modo para os colaboradores do escritório e do chão de fábrica?

Essas perguntas são um guia, pode ser que você responda tudo o que precisa, ou não. A dica que damos é pensar na marca e na comunicação como se estivesse desenhando um personagem. As pessoas falam muitas coisas para muitas outras, se comportam diferente em cada situação, passam por momentos complexos, etc. Só lembre-se que é uma empresa e tem que ser profissional. Não perca a compostura.

Canais  de comunicação

Essa etapa é muito importante. Se ela não for pensada com esmero, todo o plano até aqui se enfraquece ou desmorona. Faça um levantamento das ferramentas que serão utilizadas para cada tipo de comunicação.

Exemplo:

  • Reuniões online: sistema de vídeo chamada
  • Anúncios: postagem na de rede social corporativa
  • Comunicados: intranet
  • Propaganda: TV corporativa
  • Conversa entre colaboradores: chat

Também pense em boas práticas ao utilizar cada canal de comunicação, e o que não fazer. Por exemplo, usar o WhatsApp para conversar sobre assuntos relacionados ao trabalho.

Para te ajudar a encontrar as melhores ferramentas de comunicação interna, te convidamos a conhecer a Vivaintra, uma Intranet e Rede Social Corporativa completa.

Visite o site!

Indicadores

Nem todas as ações tomadas no plano de comunicação interna podem ser medidas com números, por ter um resultado de caráter abstrato. Exemplo: diminuir o ruído comunicacional não gera dados numéricos, pelo menos não diretamente. Os colaboradores estarem por dentro das novidades da empresa, vestirem a “camisa da marca”, e serem mais assertivas na hora de falar, são mais alguns exemplos.

Mas muitas métricas são possíveis de se acompanhar, e te darei alguns exemplos:

  • Taxa de Abertura de Comunicados
  • Engajamento na Rede Social Corporativa
  • Participação em Eventos
  • Nível de Satisfação com a Comunicação interna
  • Adesão às ferramentas

Documentação

Para ter um alto nível de profissionalismo e ter maior segurança ao executar o plano, faça um documento descrevendo detalhadamente tudo o que foi planejado, as fontes de informações, as pessoas envolvidas no projeto, os recursos, ferramentas, metas e objetivos.

Faça ele o mais claro possível, se você entregar ele para alguém que não participou da criação ele precisa ser compreensível e auto explicativo.

Plano de ação

Após todo o planejamento é hora de colocar ele em ação. Faça uma lista de tarefas e atrele elas a dias, horários, responsáveis e canais.

Pode ser uma planilha, um gerenciador de tarefas ou similares.

O importante é ter um guia para as ações!

Porque Fazer um Plano de Comunicação Interna

Vimos como fazê-lo, mas por que fazer um Plano de Comunicação Interna?

Um planejamento bem feito traz vários benefícios para a empresa:

  • Diminuir ruídos comunicacionais
  • Aumenta a produtividade
  • Otimiza a agilidade das equipes
  • Deixa as comunicações mais claras
  • Ter transparência
  • Manter um fluxo contínuo de informações
  • Gerar valor
  • Profissionalismo

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você!

Gostaríamos muito de receber uma mensagem sua, então, caso queira complementar algo ou tirar alguma dúvida, deixe sua mensagem nos comentários do post.

Até mais!

Comunicação Interna: o que é e como Aplicá-la em sua Empresa

A comunicação interna é uma das estratégias de comunicação mais utilizadas nas empresas. É uma forma  de olhar para a organização e as equipes de forma completamente analítica, o que se torna crucial para o bom andamento dos trabalhos e resultados previstos. Isso porque as pessoas são os grandes ativos de qualquer organização, o que os tornam uma espécie de porta-voz entre marca e consumidor.  

Sendo assim, sem uma boa comunicação com essas pessoas, dificilmente as estratégias seguirão como esperado. Tendo uma boa relação com os colaboradores, as estratégias de comunicação da empresa muito provavelmente serão alcançadas, o que poderá contribuir ainda mais na preservação e/ou impulsionamento da cultura organizacional. 

É neste ponto que o plano estratégico de comunicação interna surge para auxiliar as empresas. Isso porque, ao se preparem e com um plano estratégico de comunicação interna assertivo, as empresas devem pensar em ações e campanhas internas focadas no fator humano e que marquem positivamente os colaboradores. 

Se você quiser saber mais sobre comunicação interna e como aplicá-la em sua empresa, acompanhe este artigo até o final! 

O que é comunicação interna? 

A comunicação interna é uma área da comunicação que tem como foco as ações que podem ser aplicadas com os colaboradores nas empresas. Ou seja, é uma forma de transmissão e do compartilhamento de informações relevantes e estratégicas no mundo corporativo. 

O seu principal objetivo é transformar o ambiente de trabalho em um local agradável, leve e com uma equipe motivada. Além disso, é também uma forma de propagar valores, missões, visões, estratégias de mercado e objetivos organizacionais. Ou seja, a preocupação é a de manter os colaboradores alinhados e engajados com as causas e discursos da empresa em que trabalham. 

Quando a empresa consegue manter os colaboradores alinhados e engajados, ações podem ser estabelecidas visando estimular e reforçar condutas que vão de encontro com o que a empresa prega. Por isso, para isso acontecer, o relacionamento com os profissionais deverá ser constante, transparente, empático, direto e simples. 

Qual a importância da comunicação interna?

Pensar em comunicação interna é pensar não só no compartilhamento e transmissão de informações e, sim, em um ambiente favorável para potencializar ainda mais o desempenho, a inovação, produtividade e, acima de tudo, a satisfação dos colaboradores. 

Isso porque, de acordo com uma pesquisa do Project Management Institute (PMI), em média, 56% dos projetos de uma empresa fracassam devido aos problemas na comunicação entre os colaboradores. Ainda de acordo com a pesquisa, uma das principais dificuldades é a falta do resultado. Esse exemplo permite que os gestores tenham uma visão ainda mais clara do processo comunicativo no local de trabalho. 

É importante ressaltar que para essa ação ser, de fato, eficiente, é preciso que o receptor consiga receber e interpretar a mensagem da forma correta. Por este motivo, todo o conteúdo que será transmitido pela comunicação interna deve ser feito por meio de conversas contínuas e vias diretas. Para iniciar esse processo, é interessante que os profissionais responsáveis elaborem um plano de comunicação. A partir dessa estratégia, é possível desenvolver uma comunicação interna extremamente eficiente. 

Considerando estes aspectos, a Vivaintra elaborou o e-book Conheça os 7 tipos de uma boa Comunicação Interna, que aborda e explica, diretamente, quais ações tomar em cada modelo de comunicação interna, desde a cultura organizacional até a forma correta de como se posicionar diante de uma crise. 

Por outro lado, para entender ainda mais a relevância dessa área, é preciso entender quais são as principais vantagens para se ter uma comunicação interna na empresa. 

Melhora o clima organizacional

É através da comunicação interna que os profissionais mais estimulados buscam desenvolver relacionamentos interpessoais e o espírito de equipe e cooperação. As distâncias e diferenciações entre departamentos ficam reduzidas e, dessa forma, faz com que as pessoas possam interagir ainda mais e trabalhar em sintonia. 

Quanto mais houver envolvimento entre os funcionários, o entrosamento aumenta e o time fica ainda mais fortalecido, consequentemente transformando o ambiente de trabalho em um local ainda mais respeitoso e engajado.

Aumenta a produtividade interna 

O engajamento é outro fator determinante para o sucesso da empresa. Isso porque, a partir do momento em que os colaboradores se sentirem mais engajados com as metas das organizações, é natural que eles se esforcem mais para contribuir com a organização. 

Esse sentimento de pertencimento faz com que os profissionais saibam o quanto eles e suas respectivas equipes precisam produzir para que o negócio, como um todo, seja ainda mais beneficiado. Quanto maior o engajamento e a motivação, a tendência é de que a produtividade também seja maior. 

Diminuição da taxa de rotatividade 

O aumento da taxa de produtividade na empresa também contribui para um tempo maior de permanência dos colaboradores na empresa. Isso acontece porque o colaborador se sente ainda mais entrosado, reconhecido, motivado e inserido na cultura organizacional o que, consequentemente, aumentará o tempo de permanência dos colaboradores. 

Minimiza os boatos e fofocas 

Um dos principais desafios de uma comunicação interna é aprender a lidar com informações escondidas, desencontradas e mal direcionadas pelos líderes e seus colaboradores. Se for considerado que os negócios também são movidos por conversas, é possível entender que essa forma de comunicação pode gerar ruídos graves em toda a empresa. 

Uma característica desse tipo de problema é as informações serem negativamente. Além disso, é repassada informalmente e, principalmente, irônica. Esse é um dos principais motivos pelo qual a comunicação interna precisa ser assertiva. Isso porque, quando a empresa se torna falha, os ruídos comunicacionais se fortalecem ainda mais. 

Uma das formas de resolver esse problema é planejar estratégias para uma comunicação interna ainda melhor e mais humana. 

Reduz os efeitos de uma crise 

Quando uma empresa passa por uma crise e decide por informar para o público interno sua real situação e quais serão as estratégias que serão tomadas como uma forma de resolver o problema, a comunicação interna é utilizada para reforçar a união e o comprometimento dos funcionários com a empresa. 

No entanto, é necessário que a empresa utilize a comunicação interna a seu favor como, por exemplo, permitir uma abertura para a participação dos colaboradores nas decisões estratégicas da companhia. Se houver algum canal, ou uma intranet, onde os colaboradores possam deixar suas propostas de melhoria e receberem feedbacks, as chances de as soluções aparecerem serão ainda maiores. 

Vale ressaltar que o mais importante da comunicação interna nessa relação é a conexão entre os indivíduos, sobretudo a preocupação em formar funcionários engajados na comunicação. Outro ponto é permitir com que eles se sintam ouvidos e respeitados, para que gere ainda mais confiança e satisfação pessoal. 

Comunicação interna e endomarketing: quais as diferenças? 

É muito comum e frequente que a comunicação interna seja confundida com endomarketing. Apesar de serem complementares, na prática, os termos se diferenciam. 

O endomarketing refere-se ao incentivo e a interação entre a empresa e os colaboradores. Ou seja, o endomarketing não diz respeito apenas como os funcionários vão receber uma informação e, sim, sobre como as ações serão pensadas, criadas e desenvolvidas para criar um relacionamento com esses profissionais, melhorando as formas de gerar a equipe. 

Por outro lado, a comunicação interna, por si só, envolve processos utilizados para transmitir recados e/ou informações por canais internos, ou de lideranças para colaboradores. Ou seja, é uma forma de conectar pessoas e, para poder funcionar bem e coordenadamente, organizada e produtiva, a empresa precisa que seus membros consigam se comunicar com eficiência. 

O ponto comum entre os dois campos é o foco em como serão gerados os resultados da empresa. Dito isso, quando trabalhamos juntos e em sinergia, o endomarketing e a comunicação interna podem definir um melhor alinhamento acerca das estratégias.

Um exemplo disso seria trabalhar a motivação e integração entre os times. Neste caso, o endomarketing apoiaria em ações internas amplamente divulgadas por meio da ferramenta de comunicação interna, fortalecendo o objetivo e existência da organização.

Quais os modelos de comunicação interna?

A comunicação interna pode variar dependendo do contexto e direcionamento de cada empresa, mas, geralmente, possui alguns modelos específicos, desde as clássicas até recursos on-line. 

Comunicação vertical 

Esse modelo de comunicação interna é direcionado aos líderes do empreendimento. É uma comunicação voltada para os altos níveis hierárquicos, como gestores e cargos mais altos que envolvem informações restritas e estratégicas. 

Comunicação Verbal 

A comunicação verbal é aquela falada no cotidiano da organização, de forma que envolve todos os colaboradores, equipes e gestores. Um exemplo disso são as reuniões entre os profissionais, em que há compartilhamento de sugestões, e opiniões sobre a empresa. 

Outro ponto é a discussão e troca de feedbacks para aproximar os colaboradores. Contudo, as conversas informais também fazem parte desse tipo de comunicação interna, incluindo rodas de conversas, workshops, confraternizações, treinamentos, entre outros. 

Comunicação Escrita

Esse tipo de comunicação é utilizada com o propósito de alinhar ainda mais as atividades da empresa por meio de e-mails, quadros de avisos, post-its e troca de mensagens por aplicativos. Além disso, muitas empresas utilizam blogs internos, intranet e redes sociais corporativas para manterem seus funcionários bem informados. 

Comunicação Diagonal 

Por sua vez, a comunicação diagonal é um modelo que alcança níveis hierárquicos da empresa e pode ser direcionada para departamentos específicos. Geralmente é utilizada quando há a necessidade de apresentar alguma novidade ou atualização na empresa. 

Comunicação Horizontal 

Essa comunicação é feita entre os colegas de trabalho que desempenham o mesmo nível hierárquico dentro da empresa. É bastante utilizada para aprimorar a construção de bons relacionamentos e criar ainda mais proximidade. O seu conteúdo pode ser composto por informações de conquistas, novidades, entre outros momentos do trabalho. 

Como fazer uma boa comunicação interna? 

A comunicação interna engloba diversas ações e ferramentas para que a transmissão de informações realmente aconteça e, além disso, seja atrativa para todos os perfis de pessoas da sua organização. Para que a estratégia de comunicação interna seja implementada nas empresas, é preciso considerar algumas boas práticas, que irão auxiliar para que a comunicação flua cada vez mais. Sendo assim: 

Entenda os ruídos 

Os ruídos e/ou falhas existentes na comunicação impedem que as informações cheguem corretamente no ambiente de trabalho. É necessário fazer uma análise criteriosa e detalhada para identificar quais são os pontos que precisam ser trabalhados para minimizar tais danos. 

Existem quatro principais tipos de ruídos que podem atingir as empresas negativamente, sendo: 

  • Semântico: quando existem diferentes níveis de conhecimento entre as equipes, pode ser que surja grande ruído de comunicação durante a realização das tarefas diárias; 
  • Físico: esse tipo de ruído refere-se ao volume alto de sons, ruídos externos, trânsitos, obras e/ou quaisquer barulhos que possam interferir na produtividade, não sendo um problema diretamente da empresa;
  • Fisiológico: refere-se às dores de cabeça, cansaço excessivo, enfim, são os problemas físicos que geram problemas nas trocas entre pessoas; 
  • Psicológico: refere-se a falta de engajamento, que faz com que os colaboradores não se sintam presentes para realizar e finalizar suas atividades. 

O que é plano de comunicação interna? 

A comunicação interna, antes de ser aplicada em qualquer organização, precisa de um planejamento estratégico para ser possível colocar tudo em ordem e diminuir ruídos dentro da sua empresa. É preciso organizar, planejar ações e traçar metas e objetivos. Ter em mente quais serão os principais pontos a serem trabalhados é essencial para desenhar suas ações e conseguir medir o que está sendo feito e qual tem sido sua efetividade. 

Considerando estes aspectos, a Vivaintra elaborou um post especial de como criar e planejar um plano de comunicação interna, que explica como entender qual seu público-alvo, como é possível fazer uma análise diagnóstica de forma prática e como é possível analisar os resultados da aplicação. 

Implemente canais de comunicação 

Para que a comunicação interna seja efetiva, é necessário que a empresa possa contar com canais de comunicação exclusivos. Isso pode acontecer de várias formas, como: 

Mural de Avisos 

É uma das ferramentas mais utilizadas nas empresas. Neste mural, são afixadas as notícias mais importantes e urgentes da organização, bem como bilhetes, metas e estratégias da empresa. Geralmente encontrado em mais de um mural dentro da mesma instituição, mas de locais distintos e de fácil acesso, os murais costumam ocupar lugares estratégicos e visíveis para todos. 

E-mail 

O e-mail é uma das ferramentas mais importantes da comunicação interna. É através dele que é possível agendar reuniões, receber informações importantes, contar novidades da empresa. Além disso, é uma forma de contato entre o público interno e também o público externo. Esse modelo permite transmitir informações formalmente ou informal, bem como de modo simples ou mais complexo. 

Newsletter 

A newsletter é uma das ferramentas de comunicação interna que é bastante utilizada para informar os colaboradores e motivá-los. Basicamente a newsletter funciona como um jornal digital personalizado conforme o seu público. É uma forma totalmente dinâmica, que permite a utilização de uma linguagem informal e o uso de imagens, gifs e/ou vídeos. 

Chat Interno 

As empresas, nos últimos anos, têm sentido cada vez mais a necessidade de investirem em canais corporativos. Quando a empresa possui um canal de comunicação interno, é possível enviar mensagens rápidas aos colaboradores. Isso porque os chats internos funcionam como uma forma simplificada para trocar mensagens instantâneas com mais eficiência. 

Reuniões 

Mesmo que a pandemia do Covid-19 tenha dado ainda mais sentido para as reuniões on-line, ainda assim conversar pela internet pode gerar ruídos e/ou falhas na comunicação. Por isso, as reuniões tradicionais não são descartadas pela empresa, já que servem para alinhamento da equipe e planejamento de possíveis assuntos. 

Incentive a comunicação interna 

Os investimentos em ferramentas e estratégias para a comunicação interna não valerão de nada se as equipes não utilizarem e não fomentarem suas informações. Por isso, é preciso criar ações de divulgação das estratégias e buscar formas interativas de engajar os colaboradores para eles entenderem a real importância da comunicação entre eles. 

Outro ponto é incentivar que as lideranças façam feedbacks – e não apenas que deem, mas também ouçam e peçam por eles – e participem das ações internas. Além disso, promover gamificação no processo de comunicação é primordial para que a troca de informações seja algo comum na rotina. 

Mensure os resultados 

Como qualquer outra estratégia, é preciso mensurar os resultados para que as ações sejam revisadas, atualizadas e otimizadas. A melhor forma de fazer isso é observar – subjetivamente – o nível de produtividade, retrabalho, diminuição de erros, conflitos interpessoais, resultados de equipes, entre outros. 

Mas, para ter indicadores ainda mais concretos e assertivos, é necessária uma plataforma, que consiga estruturar qual a quantidade de colaboradores que acessam as notícias e informações e qual o nível de engajamento, por exemplo. Ter atenção sobre as métricas e resultados é essencial para olhar em seu planejamento o que está saindo conforme o esperado e o que precisa ser melhorado. 

Encerrando o assunto Comunicação Interna

A comunicação interna já se provou uma ferramenta indispensável para o sucesso da empresa e dos colaboradores. Ter um olhar mais estratégico sobre a comunicação é crucial e diz muito sobre como serão os resultados de todas as suas ações internas e externas. Isso porque boa comunicação reflete no trabalho, além de fazer toda a diferença de como o público receberá a marca. Por isso, é necessário que um planejamento seja pensado de forma completamente estratégica, a fim de impulsionar a organização ao futuro. 

4 erros que afetam o Engajamento dos colaboradores

Já se perguntou quais são os erros que afetam o engajamento dentro da sua empresa? Vem com a gente que iremos mostrar para você quais são os principais problemas e como corrigi-los! 

Antes de tudo, devemos entender que o engajamento é a relação de duas pessoas ou um grupo de pessoas por uma mesma causa. Visto isso, compreendemos a importância da comunicação entre esse grupo de pessoas, pois, somente com ela, será possível ocorrer a interação e o desenvolvimento de atividades. 

Logo, percebemos uma relação muito forte entre a Comunicação Interna e o Engajamento, sem levar em consideração esses dois fatos, a empresa não conseguirá atingir bons resultados e, acima de tudo, não manterá seu time comprometido com a causa. Então, pensando nisso, listamos 4 erros que afetam o engajamento da sua empresa!

1º Não ouvir os colaboradores

Quando pensamos em comunicação interna, elencamos diversos tipos, como: top-down, mão dupla, horizontal, vertical, entre outras. Sendo assim, sabemos que cada uma tem um objetivo e um porquê de ser utilizada. Porém, é importante garantir que seus colaboradores também possam falar e se expressar.

Banner com o texto - e-book, gratuito. 7 tipos de uma boa comunicação interna

Vale lembrar que o engajamento depende da integração entre as pessoas, independente do nível hierárquico. Portanto, a liberdade na comunicação é crucial para fomentar o desenvolvimento de novas ideias e manter os colaboradores comprometidos, pois, ao ouvi-los a empresa demonstra uma confiança e isso gerará a sensação de pertencimento com a causa da organização. Logo, ao ser ouvido, o integrante sente que faz parte do todo.

Você pode utilizar de canais oficiais como ouvidoria ou até mesmo algo mais descontraído como enquetes e caixa de ideias. São diversas possibilidades para solucionar esse problema. 

2º Falta de linguagem adequada

As pessoas precisam entender qual o rumo que a empresa quer seguir, o que planejam fazer, quais são os objetivos, a cultura, entre outros pontos. Tudo o que permeia a empresa deve estar de maneira clara para cada colaborador. 

Portanto, é importante considerar que dentro de uma empresa há diversas áreas, setores e públicos. Logo, a linguagem da comunicação deve se adequar de acordo com o receptor. Imagine, utilizar termos de marketing e vendas para o pessoal do financeiro. 

Desta forma, é importante ter uma linguagem clara e adequada para cada público e, ao falar com toda a empresa, garantir que a comunicação seja fácil para todos. Finalmente, essa atenção com a forma de se comunicar garante uma efetividade da mensagem e consequentemente, uma maior adesão e engajamento.

3º Cultura organizacional não definida

A cultura de uma empresa é algo que norteia as ações dos colaboradores e, também, a sua postura perante o mercado e clientes. Portanto, sem ela, a empresa não possui um direcionamento sobre como os indivíduos podem agir e o que podem fazer. 

Imagine um navio sem uma bússola, é a mesma coisa que uma empresa sem uma cultura formalizada e bem comunicada para os colaboradores. Logo, a compreensão da essência da empresa é primordial para uma integração com a mesma causa, ou seja, todos estarão indo para o mesmo lado. 

4º Não possuir um canal oficial de comunicação

Quando falamos de canal oficial de comunicação, não estamos nos referindo a aplicativos de mensagem pessoal, e-mails ou murais. Nos referimos a um sistema feito para isso, somente para a empresa e seus colaboradores. Um exemplo disso é uma Intranet Corporativa. 

Com uma Intranet a empresa se torna capaz de mensurar a efetividade da sua comunicação e a geração de engajamento dos colaboradores, por meio de reações, comentários, interações, visualizações, entre outros. 

Além disso, a Intranet passa confiança ao colaborador por ser o único canal oficial da empresa, onde tudo pode ser encontrado, comunicado ou discutido. Logo, vale lembrar que uma maior confiança gera um senso de pertencimento e isso impacta diretamente no engajamento das pessoas. 

Finalmente, sabemos que a atenção com o engajamento da empresa é uma atividade constante e que precisa ser trabalhada com cuidado para que toda a empresa esteja comprometida. Quer saber mais como a Vivaintra pode solucionar seus problemas? Fale com especialista e experimente grátis!

Comunicação Interna Digital nas empresas

Quando criança, você se lembra da brincadeira de telefone sem fio? A diversão começa quando uma pessoa passa uma mensagem para outra, e este recado vai até o último da fila! Bom, o fato é que após passar por todos, aquela informação chegava diferente da que fora enviada.

Em uma brincadeira de criança, isso é muito engraçado! Mas quando ocorre dentro de uma corporação, em razão da falta de uma rede de comunicação interna digital, é algo muito ruim.

Com a modernização e avanço da tecnologia, se comunicar ficou muito mais simples e as empresas também passaram a tirar proveito dos meio digitais para otimizar a maneira de comunicar com equipes e departamentos.  

Dito isso, hoje vamos falar sobre Comunicação Interna digital. E o mais importante, quais seus reais benefícios e canais digitais mais utilizados dentro das empresas!

O que é a comunicação interna, porque é importante?

A comunicação interna é uma das grandes responsáveis por criar uma boa relação entre os colaboradores de uma empresa. Além disso, com um canal próprio para se comunicar, os contratados se sentem estimulados a conversar com os demais! Como resultado, os times se tornam mais engajados.

Com os colaboradores engajados, o clima organizacional melhora. Logo, o trabalho acaba sendo feito de modo mais motivado e feliz! Ou seja, melhorando o resultado dos times e acelerando a realização de objetivos que a empresa tem.

Quais são seus objetivos?

É possível citar como alguns objetivos da comunicação interna, os seguintes pontos:

  • Promover a conscientização sobre temas e assuntos relevantes;
  • Criar e cultivar relações de amizades dos colaboradores;
  • Melhorar e manter o fluxo de informações importantes para a empresa;
  • Motivar os colaboradores a trabalharem e adquirirem conhecimento;
  • Acabar com ruídos na comunicação.

Há mais objetivos do que os citados. No entanto, estes são alguns dos mais buscados por gestores quando pensam sobre a comunicação interna de seu negócio.

Quais seus benefícios?

Em suma, uma boa comunicação interna gera vários benefícios para a instituição. Estes, tendo grande relação com o diálogo da empresa com os colaboradores e também com o ambiente de trabalho. Do mesmo modo, não é segredo que, corporações que se preocupam com sua comunicação, tem muito mais sucesso em seus atos.

Como alguns dos benefícios em possuir uma rede de comunicação interna, se pode citar:

  • Cultura organizacional – Quando a corporação faz seu colaborador se sentir valorizado ao realizar sua função, ele veste a camisa da empresa sem medo! Passa a agir em total sintonia com ela. Para que isso ocorra, é preciso um RH engajado, que espalhe a cultura da instituição e deixe alinhado tudo que a empresa deseja propagar.
  • Produtividade – É fato que, nos dias de hoje, vivemos em uma era digital. Dependemos da tecnologia. Esta, se utilizada de forma errada, pode ser uma das culpadas pela baixa produtividade na empresa. Em contrapartida, ao usar os recursos digitais de modo certo, otimizam o trabalho, a comunicação, e a produtividade.
  • Melhora de relacionamentos A comunicação corporativa é uma das grandes responsáveis por estimular o diálogo entre todos os níveis da empresa. Isso é um ponto bem importante para a corporação! Visto que, reflete no engajamento e produtividade dos times.
  • Divulgação de informações – Com a comunicação centralizada, a divulgação de informações se torna muito mais simples de ser feita. Portanto, aquela velha preocupação em saber se todos os colaboradores receberam ou não uma mensagem, acaba!
  • Agilidade nos processos – Com as informações da empresa centralizadas em uma rede privada, a solução de problemas se torna mais ágil. Em razão disto, as demandas se resolvem através de um bate-papo virtual! Como resultado, tempo é economizado.

Ferramentas mais utilizadas!

Há muitas ferramentas que podem aprimorar a comunicação das corporações. Além disso, todos os meios que garantem uma forma de conversa entre os setores da empresa é tido como uma rede de comunicação interna.

Porém, cuidado! É preciso ter atenção nesta hora. Nem todas as redes de comunicação interna são de fato efetivas para se utilizar em sua empresa.

Se deve ter cautela ao utilizar aplicativos como WhatsApp, Messenger ou Instagram para manter a comunicação interna de sua empresa. Pois, estes não são meios efetivos de comunicação. Além de muito tempo ser perdido para se comunicar com cada colaborador, podem gerar distrações e também abrir margem para outras interpretações sobre algum tema.

As ferramentas para comunicação interna digital mais utilizadas, são:

  • Redes sociais corporativas (INTRANET) – É similar a uma rede social comum. Por outro lado, apenas acessada por integrantes da empresa. Tem muitos benefícios, como centralização de informações e engajamento de colaboradores.
  • E-mail – Apesar de um pouco antigo, ainda é muito usado para divulgação de informações da empresa, marcar de reuniões e afins.
  • Reuniões online – Em síntese, são feitas por plaformas como Meet ou Zoom, e são utilizadas com frequência pelas instituições.

O que a falta de comunicação interna pode causar?

Como é possível perceber, a comunicação interna é algo de grande importância para as corporações. Assim, a falta dela, pode diminuir a produtividade e desmotivar os colaboradores. Como resultado, o “turnover” aumenta, levando a uma redução das chances da empresa se tornar bem sucedida. 

Se deseja saber mais sobre comunicação interna, conte com a Vivaintra. Visite o site e conheça as soluções, recursos e como ela pode te ajudar!

Vivaintra, Intranet e Rede Social Corporativa

Comunicação Interna: 5 Principais Erros e como Corrigi-los

A Comunicação Interna nas empresas é um assunto de extrema relevância. Sabemos que ela está diretamente ligada com a distribuição de informações na organização! Informações essas que guiam as ações dos colaboradores.

Se o departamento responsável por tais ações não dominar plenamente o assunto, as informações serão passadas de forma falha, com muitos ruídos, desentendimentos entre colaboradores e departamentos. Consequentemente, as informações falhas afetarão negativamente os resultados da empresa.

Claro, não apenas os responsáveis pela CI (comunicação interna), propriamente dita, devem se preocupar em evitar erros! A CI é de responsabilidade da cada indivíduo, visto que a comunicação está em todos os cantos da empresa! Não acredita? A CI ocorre em uma conversa informal com um colega de trabalho, um feedback aos liderados e até no bom dia na recepção.

Logo, é responsabilidade de todos prezar por uma boa comunicação. Porém, é dever da área de Comunicação Interna guiar os colaboradores no aprendizado da CI e sua efetividade.

Para ajudar as empresas, preparamos este artigo com os 5 Principais Erros na Comunicação Interna, aproveitem!

1. Não conhecer o público interno

Profissionais de marketing estão acostumados com diversos conceitos como, por exemplo, o de público-alvo! Porém, nem todos responsáveis pela Comunicação Interna são profissionais de marketing. A CI é ampla, com isso, os responsáveis podem ser do RH ou de qualquer outra área, por exemplo! Por isso, é sempre válido salientar o conceito, para que este não seja negligenciado por nenhum especialista.

Então, vamos falar sobre público-alvo interno:

Temos que entender que público-alvo na empresa são os colaboradores, de todos os departamentos, cargos e funções. Naturalmente, em grandes empresas, o público é bem diversificado. Por isso, é necessário entender quem são as pessoas, o que elas fazem, para que estão trabalhando e qual área estão. Entendendo as nuanças do ambiente podemos adequar a comunicação para cada indivíduo. Pense, cada micro área da sua empresa tem uma cultura e uma forma de se relacionar diferente.

2. Não ter linguagem definida para comunicação interna

A linguagem das comunicações internas devem acompanhar a cultura da empresa. Mesmo que ela não tenha sido definida formalmente, os comunicólogos precisam captar sua essência, pois a cultura existe e se constrói em todas as relações da empresa com os colaboradores.

Uma linguagem super despojada em uma empresa tradicional e conservadora irá assustar e deixar os profissionais de “velha guarda” desconfortáveis. Em contrapartida, uma comunicação conservadora em uma startup deixará o clima interno enrijecido para as pessoas que buscam um ambiente de trabalho rápido, fluído e descontraído.

Nem todas as empresas estão nos extremos de cultura entre conservadora ou inovadora, existem muitas nuanças. Até as empresas tradicionais têm momentos que desejam ser inovadoras.

É necessário “sentir” a cultura da empresa e adequar o modo de comunicação a ela.

Logo é importante definir uma voz e variações de tons nas comunicações! Pense em uma pessoa, ela tem só uma voz, mas tem variações dependendo do espaço de fala, do contexto e do momento.

Exemplo: uma nota de falecimento, mesmo em uma startup, não será uma informação com um tom de voz animado.

3. Não manter a comunicação clara

A mensagem deve se adequar a quem irá recebê-la. Imagine quão difícil seria para colaboradores do “chão de fábrica” receber comunicados cheios de termos técnicos de áreas específicas da empresa, como o RH, ou o Marketing escutando jargões usados pela TI, vão entender muito pouco, ou, até mesmo, nada.

A comunicação deve ser personalizada ao seu propósito e segmentada ao seu público-alvo na empresa.

Se for falar para a empresa inteira de uma vez é recomendado usar um tom de voz padrão, que todos consigam entender. Se precisar ser mais específico, direcione as informações com termos técnicos somente a quem precisa saber.

Logo, cuidado com o uso de termos técnicos, jargões, tons de voz e personalização da informação.

4. Líderes que não se comunicam bem

Todos na empresa estão enviando mensagens, e recebendo informações! Logo, dentre todos os colaboradores, é essencial que os líderes tenham altas habilidades de comunicação para conversar com seus liderados, passar demandas claras e feedbacks a equipe.

Independente se a comunicação na empresa é vertical ou horizontal, as informações tendem a passar pelas pessoas em posição de liderança antes de chegar aos colaboradores de base (gerentes, coordenadores, analistas, assistentes, estagiários, etc.). Portanto, se eles não estiverem preparados para serem um vetor das mensagens, acontecerá ruídos e suas equipes não entenderão o que está acontecendo, o que fazer ou como se comportar.

Banner com o texto - e-book para você, grátis. 7 tipos de uma boa comunicação interna

5. Não ter ferramentas adequadas ao propósito da mensagem na comunicação interna

A empresa precisa contar com o apoio de ferramentas de comunicação interna preparadas para transmitir os diferentes tipos de mensagens que circulam internamente.

Seja conversando entre pessoas, como o time, ou com toda a organização.

Manter todas as conversas e recados no e-mail ou em conversas orais faz com que a comunicação fique descentralizada e se perca entre tantas mensagens e com o passar do tempo.

Ferramentas como a Vivaintra disponibilizam chats para conversas individuais ou em grupos, chamadas de vídeo, avisos para toda a empresa, sistema de requisições, eventos, enquetes para escutar os colaboradores e muito mais.

Repense a comunicação interna na sua empresa e confira as soluções que a Vivaintra tem para te ajudar na comunicação interna.