mulher contente ao implementar a cultura de feedback

Dicas de como implementar a cultura de feedback na sua empresa

A cultura de feedback vem ganhando espaço no meio corporativo por conseguir aprimorar a relação das empresas com seus colaboradores. Por isso, muitas organizações, estão buscando maneiras de como implementar a cultura de feedback.

Com o mercado cada vez mais exigente, as atividades nas empresas passaram a exigir cada vez mais dos seus colaboradores. Por isso, o desenvolvimento e motivação de cada pessoa é fundamental, logo, a cultura de feedback é uma das ações que podem estimular essa melhora no desempenho dos colaboradores.

Além disso, o feedback é um processo que contribui para um ambiente corporativo mais saudável, com resultados vistos, principalmente, a longo prazo. Porém, a espera valerá a pena, já que o desenvolvimento do colaborador influencia nos resultados da companhia.

Para compreender melhor o tema e ter resultados importantes através de uma cultura de feedback, continue a leitura e confira nossas dicas para começar a implementação dessa cultura na sua empresa.

O que é a cultura de feedback em empresas?

Nas empresas, a cultura de feedback se refere ao processo de dar retorno ao colaborador sobre performance e resultados entregues. O objetivo com isso é a troca de informação e análise acerca das funções, tarefas e desempenho do colaborador, auxiliando no desenvolvimento de suas competências considerando seus pontos fortes e de melhoria.

Outra característica importante desse processo é que ele auxilia o colaborador a compreender suas funções e posições. A partir disso, ele percebe como está seu desempenho com relação às suas atividades, além de assimilar como seu papel impacta as demais pessoas e a própria empresa. O feedback nas empresas também pode acontecer de baixo para cima, ou seja, colaboradores também podem contribuir. Dessa maneira, os colaboradores poderão dar sua opinião, além de ideia e sugestões para melhorias na empresa.

Se o feedback acontece com frequência, ou seja, sem intervalos muito longos de tempo, os resultados podem ser ainda melhores, principalmente se eles acontecerem em todos os níveis e direções da empresa – da gestão para o colaborador e do colaborador para a gestão.

Por que implementar a cultura de feedback?

A cultura de feedback é capaz de impactar diretamente os resultados da empresa. Segundo uma pesquisa feita pela FIA Employee Experience, aproximadamente 88% dos colaboradores, acreditam que avaliações como os feedbacks, contribuem para seu desenvolvimento e, um colaborador com oportunidades de desenvolvimento se sente mais satisfeito.

Além do desenvolvimento e satisfação, o processo de feedback tem algumas vantagens que fazem com que o colaborador engaje e seja mais produtivo. Conheça algumas delas:

  • Criação de um ambiente empresarial mais colaborativo;
  • Acompanhamento do progresso e evolução profissional;
  • Desenvolvimento de uma relação de confiança entre colaborador e empresa;
  • Satisfação dos colaboradores.

No entanto, a maior vantagem da cultura de feedback nas empresas é a melhora na comunicação interna.  É a comunicação que permite alinhar as expectativas da empresa com as dos colaboradores, ajudando a garantir um ambiente mais saudável e entregas mais significativas.

Por onde começar?

Antes das dicas de como implementar a cultura de feedback, entenda que diferentes iniciativas podem ser adotadas na sua empresa, no entanto, isso não significa que implementá-lo é uma tarefa fácil.

Considere também que o resultados não serão imediatos, mas as dicas vão ajudar a aplicar essa cultura de forma mais tranquila e eficiente. Confira abaixo!

Escolha a frequência

Procure definir a regularidade com que os feedbacks acontecerão, que pode ser mensal, bimestral, trimestral e até semestral. Essa é uma ótima forma de acompanhar o progresso e os resultados dos colaboradores, principalmente se eles ocorrerem numa frequência menor. Não esqueça de informá-los com antecedência sobre as datas dos feedbacks, para poderem se preparar e também trazerem suas observações.

Prepare um ambiente adequado

O colaborador deve se sentir confortável e seguro na hora do feedback. Se está na empresa, prepare um ambiente adequado e tranquilo, onde ele pode se sentir à vontade para conversar e entender que essa prática é algo positivo e não uma correção.

Aplique feedbacks individuais e em grupo

É importante compreender que feedbacks individuais ou de grupo devem ser aplicados separadamente.

Feedbacks que envolvem a exposição de erros ou falhas individuais não devem ser realizados em grupo. Atitudes como essa podem deixar o colaborador inseguro e exigem mais empatia de quem aplicará o feedback.

Já os feedbacks em grupo devem ser usados para fornecer uma visão mais ampla do que está acontecendo, compartilhar pontos positivos e negativos, além dos avanços com relação aos objetivos da empresa.

Faça feedbacks construtivos

Caso você seja responsável pelo feedback, lembre-se que esse momento não é apenas para críticas. Uma crítica pode, sim, ser produtiva, mas existem maneiras de fazer isso sem colocar a satisfação e motivação do colaborador em risco.

Se precisa fazer uma crítica ou expor algo que precisa ser melhorado, procure maneiras de quebrar o gelo e se aproximar do colaborador. Dessa maneira, ele se sentirá bem recebido e verá que os feedbacks são, na verdade, uma oportunidade de evolução.

De abertura para receber feedbacks

Se o feedback deve acontecer em todas as direções para que realmente apresente resultados, a empresa deve dar opções e abertura para que os colaboradores deem seus feedbacks.

O feedback não precisa ser dado pessoalmente, procure fornecer outros canais, como formulários, caixas de ideias, ou outras soluções, que podem até mesmo ser anônimas, para que eles se sintam à vontade em dar sua opinião.

Prepare liderança e colaboradores

É normal que profissionais e liderança não compreendem imediatamente a importância da prática do feedback, por isso, é fundamental incluir uma capacitação durante a implantação do processo.

Além de treinamentos, que vão preparar colaboradores para receber feedbacks, forneça capacitação e ferramentas necessárias para que os gestores registrem os momentos e o progresso do colaborador.

Como dar um feedback assertivo e que as pessoas vão ouvir?

O respeito e a empatia devem fazer parte do todo o processo, tanto na hora de fornecer quanto na hora de receber um feedback. Sem essas características ele pode não ser efetivo.

Quando chegar a hora de dar um feedback, esclareça que isso é algo positivo e especifique qual o problema sem associá-lo a pessoa. Dessa forma, o colaborador não vai relacionar o feedback a críticas ou julgamentos, compreendendo que esse momento pode ser algo relevante para o seu progresso profissional.

A Vivaintra é uma ótima opção para empresas que buscam melhorar a comunicação interna e abrir novos canais para receber feedbacks de colaboradores. Além disso, a plataforma é repleta de soluções que aproximam todos os níveis da empresa e você pode testá-las gratuitamente!

Se gostou do conteúdo, compartilhe e deixe seu comentário!