Endomarketing: o que é e como aplicá-lo em sua empresa?

Moças interagindo em frente ao computador

O endomarketing, conhecido também como marketing interno, é uma estratégia que tem como objetivo principal conquistar seus colaboradores. Em linhas gerais, é uma expressão, criada pelo consultor empresarial Saul Faingaus Bekin no final do século passado, que afirma que a prática consiste em um conjunto de ações de marketing com foco no público interno da empresa. 

Mas afinal, o que é endomarketing?

Partindo desse princípio, o endomarketing é uma ferramenta que tem como ponto central o de gestão de necessidades e busca diária sobre os desejos e necessidades dos colaboradores enquanto clientes internos. É uma forma de incorporar um sentido de identificação organizacional entre os colaboradores com a cultura organizacional, buscando aumentar sua confiança, satisfação e consequentemente o engajamento. 

É um exercício diário de empatia, em que os maiores desafios são o de estabelecer o vínculo de confiança e demonstrar que os funcionários são pontos indispensáveis. Isso acontece porque as empresas têm percebido que um funcionário motivado e feliz se mantém mais produtivo e comprometido com os objetivos organizacionais. 

Neste post, iremos contar tudo sobre o endomarketing, apresentando quais são os desafios de utilizar essa estratégia, seus objetivos, boas práticas e, além disso, mostrar cases de sucesso de ações de marketing interno. 

Endomarketing: uma arte e um desafio 

Saber trabalhar com a cultura organizacional de uma empresa é quase como uma conquista, onde o mais importante é a confiança que deve ser renovada sempre. Por isso, saber planejar, executar e colocar em prática ações de endomarketing se torna uma arte e um grande desafio para todas as empresas.

Uma arte porque é fundamental saber como manter os colaboradores motivados, envolvidos com o trabalho e dispostos a se dedicar à empresa. O fortalecimento das relações com a marca empregadora envolve escolhas cuidadosas das ações e/ou campanhas a serem transmitidas, já que a empresa precisa provar seu valor aos colaboradores e transformá-los em promotores da marca.

Por outro lado, o endomarketing é um grande desafio porque, caso o planejamento não seja bem estruturado e/ou eficaz, pode gerar desgastes como baixos índices de satisfação com as ações internas, pouco engajamento, entre outros. Com o tempo, esses problemas transformam-se em aumento de rotatividade, dificuldade em perpetuar a cultura organizacional e falta de lealdade e satisfação dos colaboradores com a empresa.

Quem faz o endomarketing acontecer?

Geralmente as ações de endomarketing são traçadas pela equipe de responsável pela comunicação interna, podendo ser o departamento de Recursos Humanos (RH) e/ou pelo departamento de Marketing. Ao unir informações, esses departamentos procuram pesquisar, estudar e diagnosticar as necessidades dos funcionários, além de criar e realizar pesquisas de clima organizacional e entender os desafios de interação e integração entre os colaboradores. 

Além disso, é extremamente importante que o foco do endomarketing seja para gerar ainda engajamento entre os colaboradores, já que a participação de todos será o fator determinante. É preciso lembrar que quanto maior o engajamento, maior será o envolvimento, o que, consequentemente, refletirá na melhoria da relação entre empresa x funcionário. 

Por que fazer endomarketing? 

Quando aplicado da forma correta, o endomarketing solidifica a empresa, inclusive nos cenários mais competitivos. Uma das grandes vantagens é que o endomarketing pode auxiliar na motivação dos colaboradores. Isso acontece porque a empresa demonstra estar mais aberta a receber ideias e melhorias que o funcionário pode oferecer. 

Aumento da produtividade 

Assim como a motivação, o aumento de produtividade se torna uma realidade nas empresas que aplicam o endomarketing. De acordo com uma pesquisa realizada pela SHRM/Globoforce, quando os colaboradores são reconhecidos e se sentem mais motivados e satisfeitos com o ambiente de trabalho, há 12 vezes mais chances da empresa alcançar bons resultados. 

Controle do nível de turnover

Outro ponto relacionado à motivação diz respeito ao nível de rotatividade da empresa. Um estudo feito pela Gallup apresentou que 65% dos colaboradores que deixaram seus empregos afirmaram que não se sentiram devidamente reconhecidos pela empresa. Esse resultado reforça a ideia de que, quando o funcionário considera que a empresa preza pela qualidade e satisfação, tomando o cuidado para elaborar ações e campanhas motivacionais, o índice de turnover tende a diminuir. 

Lealdade 

Além desses fatores, quando o colaborador se sente acolhido e ouvido, em uma empresa que apresenta preocupação diária com sua opinião e sugestão, isso vai impactar diretamente na lealdade e compromisso que os funcionários desenvolvem com o lugar onde trabalham. 

Bem-estar e qualidade de vida 

Se preocupando com a qualidade de trabalho e bem-estar dos seus colaboradores, além de garantir um fluxo de atividades e processos de forma mais precisa, a empresa influencia no desempenho e desenvolvimento do time e do aumento de resultados positivos, já que as ações de endomarketing impactam diretamente nos resultados da empresa.

Se torna um bom lugar para se trabalhar 

Quando bem aplicadas e assertivas, as ações de endomarketing melhoram o clima organizacional e o nível de satisfação dos colaboradores. Além disso, também reforça o senso de pertencimento, um fruto do endomarketing juntamente com o desenvolvimento organizacional. 

Esse esforço coloca o negócio à frente dos seus concorrentes, pois ajuda a construir engajamento, aumenta a produtividade e o bem-estar dos colaboradores. Com bons resultados, a empresa pode chegar a conquistar o selo Get Place To Work (GPTW), uma certificação que reconhece todas as organizações que fazem um bom trabalho com os seus funcionários. 

O Endomarketing é o mesmo que a Comunicação Interna?

É muito comum e frequente que o endomarketing seja confundido com comunicação interna. Mas apesar de serem complementares, na prática os termos se diferenciam. 

A comunicação interna, por si só, envolve processos utilizados para transmitir recados e/ou informações por canais internos ou de lideranças para colaboradores. Ou seja, é uma forma de conectar pessoas e, para que possa funcionar bem e de forma coordenada, organizada e produtiva, a empresa precisa que seus membros consigam se comunicar com eficiência. 

A comunicação interna pode ter diferentes tipos e pode variar de acordo com a empresa, sobretudo com o surgimento de novas ferramentas tecnológicas mas, no geral, ela pode ser classificada como: 

  • Comunicação vertical: refere-se à comunicação transmitida a partir do topo da hierarquia de cargos; 
  • Comunicação horizontal: refere-se a uma comunicação que nivela os níveis de cargos dos membros da organização; 
  • Comunicação diagonal: refere-se a uma comunicação presente em assembleias e demais reuniões, que alinham os membros quanto às novidades e/ou discussões. 

O endomarketing, por outro lado, refere-se ao incentivo e a interação entre a empresa e os colaboradores. Ou seja, o endomarketing não diz respeito apenas como os funcionários vão receber uma informação e, sim, sobre como as ações serão pensadas, criadas e desenvolvidas para criar um relacionamento com esses profissionais, melhorando as formas de gerar a equipe. 

Ao contrário da comunicação interna, que ocorre de forma mais objetiva sobre informações institucionais, metas e indicadores, o endomarketing exige maior planejamento, pois está ligado diretamente com a cultura organizacional. Por isso é primordial nomear uma equipe responsável e realizar um plano de endomarketing, de forma minuciosa e estratégica. 

O ponto comum entre os dois campos é o foco em como serão gerados os resultados da empresa. Dito isso, quando trabalhamos juntos e em sinergia, o endomarketing e a comunicação interna podem definir um melhor alinhamento acerca das estratégias. 

Um exemplo disso seria trabalhar a motivação e integração entre os times. Neste caso, o endomarketing apoiaria em ações internas amplamente divulgadas por meio da ferramenta de comunicação interna, fortalecendo o objetivo e existência da organização. 

Como montar um plano de endomarketing?

Para que o plano de endomarketing seja assertivo e eficiente é preciso respeitar o perfil do público interno e a cultura organizacional da empresa. Sendo assim, confira o infográfico abaixo do passo a passo para criar seu Plano de Endomarketing perfeito. 

Exemplos de estratégias de endomarketing 

Entre as estratégias do endomarketing, é extremamente comum e frequente encontrar ações e/ou campanhas de satisfação, programas de bem-estar, fortalecimento da cultura organizacional e políticas de benefícios para os colaboradores. A seguir, listaremos como colocar o endomarketing em ação em qualquer empresa. 

Comunicação interna 

A comunicação interna é uma das chaves para a implementação de ações que podem auxiliar na melhoria do ambiente de trabalho. Isso também é importante para transformar o diálogo dentro da empresa em uma via de mão dupla, permitindo que os funcionários tenham voz ativa e possam sugerir benefícios, melhorias e/ou opiniões. 

Por isso é essencial que a empresa tenha uma intranet corporativa, já que ela é capaz de conectar e integrar vários setores em um só ambiente. Outro ponto positivo é o trabalho colaborativo justamente porque colabora com a produtividade e a facilidade do fluxo de comunicação na empresa.  

Vale ressaltar que, como dito anteriormente, quando mais de uma área se integra, a exemplo do endomarketing e comunicação interna, e com foco em um só objetivo, as áreas envolvidas podem definir um melhor alinhamento acerca das estratégias. 

Ofereça workshops

Ofertar workshops é uma excelente oportunidade para as ações de endomarketing. Isso porque esses eventos tendem a acrescentar significativamente ao networking entre colaboradores e também na formação dos funcionários, já que desperta insights e provoca senso de inovação, renovando ainda mais a motivação em toda equipe. Vale ressaltar que os investimentos na formação dos colaboradores também faz com que eles estejam ainda mais preparados para encararem e lidarem com as atividades cotidianas. 

Treinamento e desenvolvimento 

Quando a empresa preza pelo treinamento e desenvolvimento dos colaboradores, é uma forma de demonstrar interesse e preocupação em manter os funcionários sempre atualizados e por dentro da área de atuação. Além disso, é uma forma também de permitir que os funcionários conheçam novas habilidades para que possam desenvolver ainda mais suas funções, o que está relacionado diretamente ao preparo desses profissionais para o futuro da organização.

Plano de carreira 

Uma empresa que possui plano de carreira estruturado e bem definido passa a imagem de valorização dos profissionais e desperta o interesse de todos de trabalhar nela. Os colaboradores antigos ficam motivados, já que terão a oportunidade de evoluírem no âmbito pessoal e profissional, enquanto o plano de carreira se torna um grande atrativo aos colaboradores novos e/ou candidatos.

Por outro lado, o plano de carreira, sozinho, não fará mágica. Está atrelado indiretamente ao planejamento estratégico do endomarketing. Isso porque, se o endomarketing estiver bem estruturado e assertivo, os funcionários se sentirão ainda mais motivados e felizes, o que refletirá na produtividade e qualidade das entregas. Caso consigam passar essa energia adiante, saberão que, dentro da empresa, irão alcançar degraus ainda maiores em sua carreira. 

Política de benefícios 

Explorar as possibilidades de benefícios, além do vale-transporte, alimentação e assistência médica, e ofertar parcerias e/ou vales é uma excelente ideia para as empresas que querem auxiliar no bem-estar e lazer dos colaboradores. 

Por isso, seria interessante pensar em: 

  • Cupons de desconto em cinemas; 
  • Parcerias com salões de beleza e/ou barbearias, 
  • Vales para sessões de massagem e acupuntura; 
  • Vale combustível; 
  • Desconto em espaço para pets; 
  • Parcerias com academias; 
  • Parcerias com restaurantes e/ou lanchonetes;
  • Plano odontológico;
  • Convênios com instituições de ensino e/ou escolas de idiomas, entre outros. 

Outro ponto a se pensar é permitir horários de trabalho flexíveis, ou modelos de trabalho home office e/ou híbrido. Saindo do modelo tradicional, em que prende o colaborador em horários e padrões limitantes, faz com que o funcionário sinta que a empresa confia em sua competência e dedicação. 

Com o intuito de incentivar ainda mais no cumprimento das metas, algumas empresas aderem aos bônus. Os colaboradores que cumprirem com as demandas ganham algum tipo de bonificação, seja uma porcentagem extra no salário ao final do semestre ou ano, algum artigo eletrodoméstico, passeios e/ou até mesmo uma viagem em família. 

Falando sobre lazer e bem-estar, proporcionar experiências aos colaboradores pode se tornar um grande diferencial para a empresa. Por este motivo, uma alternativa é pensar em fornecer: 

  • Day off para o dia do aniversário; 
  • Dia temático; 
  • Extensão do auxílio paternidade e/ou maternidade; 
  • Clubes de leitura; 
  • Vale cultura; 
  • Auxílio-creche;
  • Programas de bem-estar financeiro. 

Com um plano de benefício dinâmico e que tenha como foco os colaboradores, o trabalhador sentirá que a empresa está realmente preocupada com o seu bem-estar e não apenas realizando essas mudanças por questões de praticidade ou de necessidade financeira. 

Incentive a criatividade 

Ambientes corporativos que sejam dinâmicos, leves e que inspirem a criatividade e inovação, são essenciais para motivar os colaboradores. Por isso é tão fundamental que os ambientes corporativos possuam áreas para compartilhamento de ideias, espaços interativos, espaços para alimentação e outros ambientes que tornem tudo mais acolhedor. Para gerar ainda mais identificação, é aconselhável utilizar a identidade visual da empresa nesses ambientes! 

Organize integrações internas 

Os investimentos em ações internas são ótimos para integrar os diversos departamentos da empresa. Isso porque, ao promover esses tipos de interação, é uma forma de evitar conflitos e competições que desestimulam todo o time. Happy hour’s, dias temáticos, aniversariantes do mês, confraternizações anuais, reuniões informais, entre outros, são ótimas ideias de eventos para pôr em prática e que podem ajudar a aumentar o senso de pertencimento entre os funcionários, além de colaborar também com a cultura organizacional.  

4 cases de sucesso de endomarketing nas empresas

Google 

O Google é uma das empresas mais cobiçadas por diversos profissionais. Um dos motivos que fazem com que atraia tantos olhares é pelo modo como transforma o ambiente de trabalho em um espaço flexível, leve e descontraído.

Com o objetivo de manter o ambiente confortável para que os funcionários se sintam bem, é comum encontrar puffs distribuídos à disposição dos funcionários. Além disso, também existe uma sala de diversão no Google, para que os colaboradores possam descontrair e relaxar durante o ambiente de trabalho. Essa é uma das estratégias que visa aliviar a rotina cansativa e estressante das demandas. 

Netflix 

A plataforma de streaming é uma das maiores referências em ações de endomarketing. Ela é uma das empresas que desenvolvem a cultura de uma forma que os funcionários sejam inspirados e tenham autonomia para tomar decisões que irão impactar de forma positiva na marca. 

Além disso, a Netflix se preocupa em personalizar seus escritórios com muitas referências a suas produções e mobílias temáticas. É uma forma de fazer com que os colaboradores se sintam inseridos naquele ambiente, vivenciando o que trabalham. 

Natura 

Uma das estratégias da equipe de endomarketing da Natura foi utilizar diversos canais para reforçar a comunicação com os seus colaboradores, principalmente o aplicativo Natura e a intranet corporativa. 

Além disso, uma pesquisa interna foi realizada com o intuito de identificar os principais problemas na rotina de trabalho remoto. Assim que o problema foi identificado, eles estruturaram e distribuíram notebooks corporativos para o home office.  

Magazine Luiza 

Na Magazine Luiza, uma das empresas de maior referência no segmento de móveis, a loja trabalha com a filosofia de conciliar o sucesso da empresa e a felicidade do colaborador. Por isso, ao pensar nas ações de endomarketing, a Magazine Luiza trata o funcionário como o primeiro cliente potencial. 

Por isso, uma das prioridades da organização é oferecer um bom plano de carreira, além de promover a licença maternidade de seis meses e licença paternidade de vinte dias. Esses tipos de atitudes, aliado às outras ações de endomarketing, culminou no reconhecimento, valorização e fidelização de todos os colaboradores.

Vivaintra para campanhas de Endomarketing

A Vivaintra, além de ser uma intranet corporativa completa, cheia de ferramentas para otimizar o trabalho dos colaboradores, também atua em diversas frentes para que os clientes alcancem níveis de engajamento satisfatórios. 

Isso quer dizer que a Vivaintra possui uma equipe de Customer Experience (CX), que prepara campanhas de endomarketing completas, com manuais, imagens e orientações a respeito das divulgações em nossa intranet corporativa. É uma forma de facilitar o trabalho e organização de empresas que estão aderindo a essa estratégia, de forma a colaborar ainda mais com a praticidade diária. 

Endomarketing como estratégia de gestão

O endomarketing pode ser entendido como um conjunto de estratégias e campanhas de marketing com conteúdo institucional voltado para os públicos internos de uma empresa. Através desse tipo de ação, a empresa fortalece sua imagem junto aos colaboradores para que eles virem os principais agentes impulsionadores de resultados. 

Todo o esforço de fortalecimento da sua marca junto aos colaboradores poderá trazer resultados ainda mais positivos que o esperado. Isso porque, ao ter bons níveis de satisfação, a empresa apresentará ainda mais resultados, engajamento e poderá fidelizar ainda mais o seu público interno. 

2 comments

Comments are closed.