Todos já ouviram falar sobre a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados. A Lei foi criada para garantir mais segurança, privacidade e transparência no uso de informações pessoais. Ela estabelece regras para uso, coleta, armazenamento e compartilhamento de dados dos usuários por empresas públicas e privadas. Neste post, vamos falar sobre, LGPD: a sua empresa já se adaptou?

Sendo assim, veja se sua organização já se adaptou à nova Lei. Bem como, se ela já está preparada para enfrentar esse novo desafio.

Sua empresa já se adaptou?

Existe uma pesquisa realizada pela consultoria de riscos ICTS Protiviti, no final de 2019, apontou que 84% das empresas não estão preparadas para a implementação das novas regras. Sendo assim, é muito importante que tenha um planejamento e estudo, quando o assunto é Lei na segurança de dados sensíveis.

A Lei entrou em vigor no Mês de Maio de 2021, sendo então, necessário as empresas se adaptarem e investirem nessa mudança, que promete trazer mais segurança quando o assunto for dados pessoais.

LGPD: mudança na Cultura!

Para se adaptar, será necessário mudança na Cultura, no que diz respeito a organização e gestão dos Arquivos e dados pessoais.

Uma das exigências da LGPD é a criação do cargo DPO (sigla em inglês Data Protection Officer). Portanto, a empresa terá que contratar um especialista, que ficará responsável pela segurança dos dados (podendo terceirizar esse cargo).

É uma mudança cultural, sendo assim, a empresa precisa trabalhar para que todos que fazem parte da empresa, possam entender e conhecer a importância dessa Lei.

Não podemos esquecer!

É importante que as empresas mapeiem e registrem os dados que já possuem e classifiquem essas informações. Por exemplo, verifique e armazene com segurança e colete-os com permissão e analise sua finalidade.

Além disso, os funcionários que lidam com dados relevantes de clientes, devem seguir as boas práticas de segurança da informação para garantir uma melhor confidencialidade das informações.

O que vai mudar para sua empresa?

A mudança mais importante da nova lei, é o acordo dos clientes com o uso das informações. Sendo assim, as empresas terão que deixar claro para quê estão usando aquele dado.

Por exemplo, se uma empresa contrata algum serviço e precisa fornecer informações pessoais, será obrigado a justificar o motivo.

A LGPD garante aos clientes a segurança nos dados e fica responsável pela mesma. A empresa que descumprir essa Lei, terá que pagar uma multa, que varia entre 50 milhões ou em 2% do faturamento. Isso vale, tanto para documentos em formato digital e também físico.

Fiscalização das normas?

A aplicação desta regra ficará a cargo da Agência Nacional de Proteção de Dados (ANPD), criada em 2019. Vale lembrar, que a LGPD não se aplica em alguns casos, como, empresas Jornalísticas, Artísticas, do Estado e de Segurança pública.

Veja como a Vivaintra está se aprimorando para tornar dessa Lei uma realidade para nós!

Ainda não conhece a Vivaintra? Então, cadastre-se gratuitamente na Vivaintra e encontre inúmeras ferramentas e conteúdos disponíveis para você. Sendo assim, se quiser ter acesso a mais conteúdos, confira nossos outros Blogs.

0 Shares:
You May Also Like